Coimbra: uma casa de família com vida nova

O restaurante Carmina de Matos, fundado em 1938, reabriu em março, renovado. Agora, além de comida típica com uma roupagem mais moderna, serve petiscos e cocktails – entre as novidades está um bar no terraço.

Em 1938, Carmina de Matos fundou o restaurante homónimo, na Baixa de Coimbra, que também funcionou como pensão. Hoje, o negócio continua de pé, com o mesmo nome, mas noutras mãos e em moldes diferentes, sem camas e com uma nova abordagem à cozinha tradicional portuguesa.

A casa reabriu em março, totalmente renovada e com uma oferta diversificada. Agora serve pratos típicos com uma apresentação mais moderna, petiscos, cocktails e outras bebidas condizentes com o bar que surgiu no último piso, aproveitando o terraço com vista para a Praça 8 de Maio.

Nesse “rooftop”, há snacks e bebidas como cervejas, gins, vodkas, runs, tequilas ou cocktails, alguns deles de autor, envolvendo efeitos de fumo ou algodão doce. Faz tudo parte da nova vida do Carmina de Matos, que está a cargo da mesma família há cerca de 70 anos, graças ao sogro de Manuela Ferreira, uma das responsáveis pelo restaurante.

Foi Mário Pereira, conhecido como Mário das Canjas, quem ficou com o negócio décadas atrás, explica ela, enquanto mostra os diversos espaços e ambientes. Além do bar com terraço no topo do edifício, há outras novidades nesta casa de base tradicional reinventada em jeito de homenagem a Mário, cuja obra perdura.

Fotografia: Maria João Gala/Global Imagens

No rés do chão nasceu a taberna, com esplanada, que aposta em tábuas, bifanas, pataniscas de bacalhau, moelas e outros pitéus, e ainda em sopas, saladas, vinho a copo e produtos de cafetaria. No primeiro andar funciona o restaurante, que investe em pratos como bacalhau à Carmina, medalhões de porco preto ou chanfana, enquanto o segundo andar está reservado para eventos.

A lista de sobremesas, que apresenta propostas como farófias com canela, mousse de chocolate com pimenta rosa ou carpaccio de abacaxi com gelado, é igualmente nova. E foram introduzidas opções vegetarianas na carta, já que esta casa familiar de comida portuguesa não quer deixar ninguém de fora.

 

Foto: Maria João Gala/Global Imagens

Fonte: Evasões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *