Lisboa já tem uma ambulância equipada para socorrer animais

O veículo foi adquirido através do Orçamento Participativo de Lisboa e entregue esta quinta-feira à Casa dos Animais.

A partir de agora, todos os animais doentes ou acidentados na via pública já podem ser recolhidos em segurança. A capital tem uma nova ambulância de socorro, gerida pela Casa dos Animais de Lisboa (CAL).

O veículo foi comprado através do Orçamento Participativo de Lisboa e entregue esta quinta-feira, 4 de julho, à entidade dedicada à recolha e segurança dos animais sem dono na cidade. Segundo informações da autarquia, a viatura pode transportar mais de quatro animais, gatos e cães, incluindo os de grande porte. Apetrechada com equipamento de emergência veterinária, a ambulância proporciona o suporte básico de vida do animal até que este chegue à CAL, onde recebe assistência.

Fonte da CAL adiantou à NiT que esta ambulância, um projeto votado pelos cidadãos de Lisboa, é bem-vinda, pois traz melhorias aos dois veículos de que a Casa já dispunha. E esclareceu algumas dúvidas que têm surgido, desde que foi anunciada a nova ambulância.

“Este veículo é para animais sinistrados e sem dono na cidade, não é para animais domésticos”, frisou. “É para animais errantes e insere-se em todo o trabalho que a Casa já fazia e continua a fazer.”

A mesma adiantou que a associação já tinha dois veículos para o mesmo fim, mas este tem mais e melhores equipamentos. “A Casa fica em Monsanto e muitos dos animais atropelados são encontrados em vias como a Segunda Circular ou o Eixo Norte-Sul. Esta ambulância tem melhorias que garantem a recolha e maior vigilância até à chegada ao local onde vão ser intervencionados, a própria Casa dos Animais”, explica ainda.

Para garantir o transporte em segurança, o veículo tem máscaras de oxigénio, um kit de reanimação, uma plataforma elevatória para animais de maior porte, uma marquesa e um ponto de água.

No Orçamento Participativo de Lisboa, os cidadãos votam e escolhem os melhores ou mais urgentes projetos para a cidade. Neste caso, a ambulância recebeu um orçamento de 15 mil euros.

Lisboa não é a primeira cidade a ter uma viatura de emergência médico-veterinária para efetuar a recolha e o transporte de animais acidentados. Braga, Esposende e Oeiras já dispõem de veículos do género.

Segundo a Câmara de Lisboa na apresentação do veículo, além desta novidade, a Casa dos Animais vai receber em breve uma ampliação das suas instalações, avaliada em mais de um milhão de euros.

De acordo com o portal “Veterinária Atual”, o vereador da Higiene Urbana na autarquia anunciou ainda que está em curso um projeto com a Animalife, que envolverá as juntas de freguesia da cidade, para prestar apoio, sobretudo às famílias mais carenciadas que têm cães ou gatos, “para que possam continuar a ter esses animais com toda a segurança e condições”.

“Do ponto de vista social, já se percebe hoje que os animais são uma mais-valia na qualidade de vida das pessoas. Quando se atinge uma certa idade, fruto de deixarem de ser ativas, as pessoas tendem a desinteressar-se pela vida e os animais ajudam-nas a adquirir hábitos e rotinas diárias importantes. É necessário que no contexto urbano tenhamos em consideração essa dimensão”, adiantou Carlos Castro.

Quem quiser mais informações sobre a ambulância dos animais ou relatar uma situação de acidente, pode contactar a Casa dos Animais através do telefone 21 817 2300. O número funciona 24 horas por dia, todos os dias.

 

Fonte: Nit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *