Turismo no Norte reinventa-se com ofertas natalícias em tempos de pandemia

Mini-férias com uma noite grátis, experiências gastronômicas com vista para o Douro, ceias de Natal entregues em casa e vales com passeios a cavalo são algumas das ofertas turísticas a Norte de Portugal para o Natal de 2020.

A dez dias da celebração, há alguns hotéis e pelo menos uma empresa turística no Norte de Portugal que continuam a trabalhar e a reinventar-se em tempos de covid-19 para oferecer experiências e alojamento em segurança durante a época natalícia de 2020.

No hotel vínico de luxo The Yeatman, em Vila Nova de Gaia, o grupo hoteleiro informou que vai ter disponíveis “dois programas de alojamento” que permitem, sempre dentro de portas, usufruir dos momentos natalícios num “ambiente seguro e acolhedor”, com menus assinados pelo chefe Ricardo Costa e vinhos nacionais selecionados pela enóloga Beatriz Machado.

No programa de Natal do The Yeatman está incluído um jantar da ceia com vista para as margens do rio Douro e zona história do Porto, pequeno-almoço, acesso à piscina interior ou 20% de redução no Spa.

Na opção Ceia de Natal, o The Yeatman propõe a refeição na Sala de Eventos a partir das 19:30, com o “distanciamento social exigido” e com as crianças até aos quatro anos a serem convidadas do hotel e as que têm entre cinco e 12 anos com 50% de redução.

No Holiday Inn Porto Gaia, a proposta são ceias e almoços de Natal servidos no restaurante, garantindo que o espaço tem uma dimensão que permite “conforto, distanciamento e segurança às famílias que queiram passar o Natal fora de casa” neste ano atípico.

O hotel vai ter ainda um serviço de entregas ao domicílio até às 18:00 do dia 24, bem como o serviço ‘take-away’ com pratos típicos da época.

O Hotel Porto Bay Flores, na rua das Flores, no coração da Baixa do Porto, idealizou um programa para o restaurante, com ‘cocktail’ de boas-vindas, jantar de gala com cinco pratos, harmonização de vinhos e música ao vivo para “animar o ambiente”, conta fonte da unidade hoteleira, referindo que o programa para a noite de 31 de dezembro terá também um jantar de gala.

Mais a Norte, na unidade de enotorismo Wine House Hotel da Quinta da Pacheca, localizada em Lamego, no Alto Douro vinhateiro, a época natalícia e passagem em ano vão ser assinaladas com a criação dum pacote de mini-férias de cinco noites.

“Com esta proposta a Quinta da Pacheca incluiu grátis uma noite e um jantar por pessoa numa das noites da estadia, e está naturalmente já incluído o jantar de gala e ceia de passagem de ano, que não poderá ir para lá da 01:00”, refere fonte da unidade hoteleira.

O hotel vínico tem ainda programas para três, duas ou uma noite de alojamento ou apenas a festa de fim de ano sem estadia.

Mais a Norte ainda, o Palace Hotel Vidago, no distrito transmontano de Vila Real, desenhou um programa de Natal para tempos de novo coronavírus, que inclui uma ou duas noites de estadia para duas pessoas, com jantar de Natal a 24 e almoço a 25 e 20% de desconto no spa.

A época natalícia também não foi esquecida por empresas de atividades turísticas que ainda não suspenderam a atividade, como é o caso da Bello Giro, com sede em Baião, na sub-região do Tâmega e Sousa no distrito do Porto, onde foi criada uma caixa de Natal, em cujo interior há um vale com experiências turísticas ao ar livre, como passeios a cavalo com guia, passeios com roteiros personalizados e gastronômicos, aluguer de ‘segways’, aluguer de bicicletas e ‘buggy’s com guia ou atividades de exploração na montanha.

Em declarações à Lusa, José Eduardo Martins, gerente da Bello Giro, revela que a caixa presente está a ter “muita procura” pelo facto de ser possível usufruir da experiência durante um qualquer período de 2021 e deixa o apelo à comunidade para que “apoie o turismo e as empresas, oferecendo, neste Natal, experiências para mais tarde se usufruir”.

“Notamos que todas estas limitações de circulação e convívio, fazem com que as pessoas procurem muito estas experiências ao ar livre, com grupos mais pequenos de amigos ou família e em locais com menos aglomerações”, acrescenta.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,6 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 5.733 em Portugal.

O país está em estado de emergência desde 09 de novembro e até 23 de dezembro, período durante o qual há recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

 

Fonte: Mundo Lusíada

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *