Santuário de Fátima cancela celebrações religiosas dos dias 21 e 22

O Santuário de Fátima anunciou que cancelou celebrações religiosas previstas para os dias 21 e 22, devido às regras impostas ao concelho de Ourém, considerado de alto risco de contágio pelo novo coronavírus.

Em comunicado, o Santuário de Fátima refere que as medidas restritivas em vigor a partir das 00h00 de segunda-feira obrigam “ao cancelamento da missa das 12h30 e da Hora de Reparação, às 14h, na capelinha das aparições”, no dia 21, “bem como das missas das 15h, 16h30 e 18h30 na Basílica da Santíssima Trindade”.

“O mesmo se passará no domingo, dia 22, acrescendo neste dia o cancelamento da oração de vésperas, às 17h30, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário de Fátima”, refere o santuário, acrescentando que, “neste fim de semana, será igualmente suspensa a bênção dos veículos”.
Mantém-se a recitação do rosário às 18h30 e às 21h30, no sábado e no domingo, “dado que são duas celebrações que habitualmente o santuário transmite através dos meios de comunicação social e digital”, mas, no entanto, “nenhuma destas duas celebrações deve contar com a presença física de peregrinos”.

Nesse fim de semana, os postos de informação e os espaços museológicos estarão encerrados, a partir das 13h, acrescenta.
O Santuário de Fátima avança ainda que também será suspenso o retiro “Não tenhais medo”, que iria realizar-se dos dias 20 a 22.
“Esta iniciativa, que já tinha estado agendada para os dias 30 e 31 de outubro e 01 de novembro, é agora suspensa novamente devido à pandemia. Embora reconhecendo a importância e pertinência desta oferta espiritual, tão necessária no tempo em que vivemos, o Santuário de Fátima opta, de novo, por uma atitude de responsabilidade, contribuindo assim para o esforço nacional de mitigação do perigo de contágio do coronavírus”, justifica.
A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.294.539 mortos em mais de 52,7 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.250 pessoas dos 204.664 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.
A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

Fonte: Mundo Português

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *