Porto: um largo urbano cheio de história e sossego

Espaços verdes, moda, vinhos, comida tradicional e a mais antiga igreja portuense. É isto que oferece o Largo do Priorado, um dos sítios mais sossegados da cidade.

Este largo no centro do Porto, na freguesia de Cedofeita, é berço de diversos monumentos, dos quais se destaca a igreja mais antiga do Porto – a igreja românica de São Martinho de Cedofeita. Aqui chegou a funcionar, pelo menos desde o século XIII e até ao XVI, uma colegiada, que era presidia pelo pároco local, com título de prior. Daí o nome Largo do Priorado.

Hoje, estão instalados no largo restaurantes de comida tradicional portuguesa, uma garrafeira, um ateliê de moda, a Escola Secundária Rodrigues de Freitas, o Conservatório de Música do Porto e estátuas que homenageiam personalidades importantes da cidade. É interessante constatar como se trata de um espaço com sossego, uma espécie de oásis da azáfama urbana, apesar de estar num miolo denso do Porto.

1 – Garrafeira Fine Buze, n.º 30

A casa que há dois anos era um cabeleireiro hoje vende garrafas de bebida e copos de vinho nas prateleiras aproveitadas do antigo estabelecimento. Nesta loja encontram-se vinhos, licores, gins, uísques e água-ardente. E o que não há pode ser encomendado. Correspondendo ao pedido dos fregueses, os vinhos podem agora ser servidos com um café, e ambos apreciados numa esplanada em madeira erguida a propósito do bom tempo. “Os clientes fazem a casa”, afirma José Veludo, um dos proprietários. Encerra ao domingo.

2 – Migalhas 2, n.º 39

Da casa mãe na Trindade, já com cerca de meio século, nasce o Migalhas 2. Um restaurante acolhedor, de paredes em pedra, onde estão pendurados quadros e instrumentos musicais. A especialidade é a “comida tradicional portuguesa, sem invenções”, conta o gerente, Luís Araújo. Destacam-se o peixe fresco, as tripas à moda do Porto, o cabrito e o costeletão com migas de broa e batatas a murro. Há 18 anos que Luís recebe os clientes com um sorriso na cara, no edifício que era dos seus pais. Encerra ao sábado.

3 – Igreja de São Martinho da Cedofeita, n.º 72

É entre árvores e espaços verdes que podemos apreciar a segunda igreja mais antiga do país. A última de nave única, e com abóbada em pedra. É também considerada a igreja mais antiga do Porto. Estima-se que o monumento de estilo românico, erguido em honra de São Martinho, tenha mais de 1500 anos. No entanto, o facto de não existir documentação relativa à sua fundação deu origem a uma lenda. Conta-se que a Igreja de São Martinho da Cedofeita foi erguida de um templo suevo e em honra a São Martinho, após a cura do filho do rei Teodomiro, em presença de estatuetas do santo. O monumento começou a chamar-se de Cito Facta (que significa Feito Cedo), por ter sido construído tão rapidamente. Alegadamente, o nome derivou em Cedofeita, batizando a freguesia.

4 – Júlio Torcato, nº 118 [Rua Sacadura Cabral]

Perpendicular ao largo do Priorado, na Rua Sacadura Cabral, encontramos o espaço Júlio Torcato, um atelier de costura que pertence ao estilista de renome e à filha Inês Torcato. A especialidade é sobretudo a roupa por medida. Aqui encontra-se roupa masculina e feminina. Pelas mãos de Júlio, roupa mais casual, por parte de Inês, peças com um cunho jovem e mais alternativo. Não tem horário fixo de funcionamento.

5 – Conservatório de Música do Porto, n.º 126 [Praça de Pedro Nunes]

Fica junto ao largo, na Praça de Pedro Nunes, e quase não se destaca da Escola Secundária Rodrigues de Freitas, para onde se mudou em 2008. O edifício é depósito de várias obras de arte, instrumentos, documentação e outros objetos de interesse museológico. Guarda ainda a herança da violoncelista Guilhermina Suggia e do violinista Nicolau Medina Ribas. Em frente ao conservatório encontra-se o busto do violinista, compositor, maestro, musicólogo e pedagogo Bernardo Moreira de Sá, também fundador da Orpheon Portuense, a mais antiga Sociedade de Concertos da Península Ibérica, agora extinta.

Foto: Catarina Vieira / Global Imagens

Fonte: Evasões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *