Parquímetros da EMEL voltam a ser pagos já na próxima semana

A autarquia anunciou as suas medidas de desconfinamento. Castelo de São Jorge abre em junho.

Afinal, os parquímetros em Lisboa vão voltar a ser pagos já na próxima segunda-feira, e esta é só uma de muitas medidas que foram anunciadas esta quinta-feira, 7 de maio, pela autarquia da capital.

Segundo a Câmara de Lisboa em nota enviada à NiT, no seguimento do fim do estado de emergência e da definição pelo Governo de um plano gradual de desconfinamento, a CML irá implementar uma série de mudanças, faseadas, nos próximos dias e semanas.

A primeira é garantia de manutenção, “em condições de total operacionalidade” do Hospital de Campanha do Estádio Universitário até dezembro de 2020. Esta opção destina-se a fazer face a uma eventual segunda vaga da pandemia do novo coronavírus e foi articulada com várias entidades.

Em segundo lugar, chega então o anúncio: depois de na segunda-feira, EMEL e Câmara terem dito que ainda não havia previsão da data de regresso dos parquímetros, é agora avançada a reposição da fiscalização do pagamento na via pública pela EMEL a partir de 11 de maio.

Esta será no entanto acompanhada de várias outras medidas: a manutenção do estacionamento gratuito dos veículos de residentes com dístico válido (e a todos a quem já tenha sido garantido acesso) no conjunto dos parques de estacionamento da EMEL até ao dia 30 de junho é uma delas.

É também mantida a extensão automática de todos os dísticos atribuídos até junho de 2020, ou até junho de 2021 para os dísticos renovados a partir de 1 de março.

Será ainda criado, adianta a CML, um processo interno na EMEL com vista a processar com urgência pedidos de dísticos novos, como forma de resposta aos residentes que possam não ter solicitado o dístico e que estejam interessados em fazê-lo, estando o atendimento disponível do site da EMEL. O atendimento presencial volta a estar disponível no dia 1 de junho.

Até dezembro deste ano, mantém-se a gratuitidade de estacionamento para as equipas de saúde das unidades do SNS mais diretamente envolvidas no combate à pandemia. Esta medida será operacionalizada através da ARS e das Administrações dos Centros Hospitalares e concretizar-se-á em parques de estacionamento da EMEL, em parques concessionados pela CML ou na via pública, de acordo com a solução mais adequada. Também é criado um serviço de resposta aos profissionais de saúde para qualquer esclarecimento que necessitem e adesão aos serviços de estacionamento, via Call Center da EMEL (211 163 060).

Nesta lista já extensa, é também anunciada a reabertura dos elevadores públicos (que não acesso único) a cargo da EMEL com um protocolo de limpezas diária; a manutenção das medidas de desinfeção das bicicletas do sistema partilhado GIRA, recomendando-se o cumprimento das regras de higiene individual; e a manutenção da gratuitidade de utilização do Gira pelos profissionais de saúde.

Espaços verdes, museus e Castelo

Nas novas medidas, é também anunciada a abertura dos espaços verdes do Palácio Pimenta, com acesso gratuito, a partir de 12 de maio, entre as 11 e as 17 horas. Por “razões de obras”, a abertura do Castelo de São Jorge fica marcada para o dia 1 de junho.

É também revelado que os museus da Marioneta, Fado, Bordalo, Aljube, núcleos do Museu de Lisboa e Galerias Municipais (com exceção do Atelier Museu Júlio Pomar e da Casa Fernando Pessoa), e o Padrão dos Descobrimentos reabrem a partir de 18 de maio. No mesmo dia, reabre a Estufa Fria e do Jardim da Cerca da Graça.

É garantida ainda a abertura das Bibliotecas Municipais a partir de 18 de maio, para empréstimo, devolução e reserva de livros e, a partir de 1 de junho, para os restantes serviços (exceto salas infantis).

A autarquia anunciou ainda que vai abrir a sua Loja Lisboa Cultura, com marcação prévia, e a Lisboa Film Commission, a partir de 1 de junho, mantendo-se, em ambos os casos, preferencialmente, o atendimento não presencial através dos contactos loja.lisboa.cultura@cm-lisboa.pt, tel. 218 173 600, e lisboafilmcommission@cm-lisboa.pt, tel. 218170962/172068.

Finalmente, dá-se reinício da recolha de “lixo volumoso” pelos serviços de Higiene Urbana a partir de 6 de maio, devendo os munícipes utilizar a linha telefónica dedicada 808 20 32 32; e é garantido um reforço da desinfeção e higienização, pelos serviços de Higiene Urbana, de todos os equipamentos de espaço público nas áreas envolventes às escolas que irão abrir no próximo 18 de maio.

A CML conclui que o atendimento municipal continua a ser feito preferencialmente através das plataformas do Urbanismo Digital, Loja Lisboa Online, Portal Minha Rua LX, e-mail municipe@cm-lisboa.pt e ainda através da linha telefónica 808 203 232 – de segunda a sábado das 8h às 20h.

Caso não seja possível utilizar estes meios digitais, reabrem, a partir de dia 11 de maio os serviços de atendimento presencial das Lojas Lisboa (Entrecampos, Marvila, Alcântara e Baixa), mediante agendamento prévio.

O atendimento presencial em espaços municipais obedecerá às regras gerais definidas, como a distância social de segurança, designadamente no que respeita, barreiras acrílicas, marcações de distanciamento e circuitos de circulação; o reforço da desinfeção e higienizacão, dos espaços e equipamentos municipais, designadamente, os equipamentos de utilização comum; e a utilização obrigatória de máscaras nos espaços fechados.

 

Fonte: Nit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *