Novità: «Gelado assado» e sabores criativos em Guimarães

Nasceu às portas do centro histórico uma gelataria invulgar, onde os gelados são feitos no momento, e ao gosto do cliente, com fruta fresca e mais de cinco mil combinações possíveis. Há ainda um «gelado assado» a conferir.

Ao entrar pela primeira vez na Novità, de porta voltada para a Alameda de São Dâmaso, Anderson Pimenta, um dos proprietários, explica como funciona esta gelataria invulgar. «Primeiro há que escolher a base do gelado, que pode ser de iogurte, leite, chocolate ou ‘zero’ – uma receita secreta da casa, sem glúten, açúcar, lactose ou gordura animal». Depois acrescentam-se três sabores, de entre uma generosa variedade de fruta fresca e algumas opções mais gulosas como a bolacha Oreo, creme de avelã e creme de leite, um ingrediente que não podia faltar numa casa com cunho brasileiro.

Escolhidos todos os ingredientes, começa o espetáculo. A base e os restantes componentes são misturados com destreza, à frente do cliente, num disco a 30 graus negativos, que transforma tudo num gelado de sabores autênticos.

«O objetivo é o cliente divertir-se e ser criativo, e poder criar o seu próprio sabor, com mais de cinco mil combinações possíveis», explica Anderson, que partilha ainda o projeto com a esposa, Viviane Graf, e o amigo e sócio Aldenilson Santana.

Foi numa viagem à Tailândia que o casal conheceu esta técnica de fazer gelados, e que os inspirou a abrir as primeiras gelatarias no Rio de Janeiro, com uma grande aposta na fruta fresca, não fosse Viviane nutricionista. No final do verão passado mudaram-se para Portugal e em fevereiro trouxeram o projeto, já aprimorado, para a cidade-berço. «No Brasil fazíamos os gelados em rolinho, como é tradicional na Tailândia, mas achámos que não ficavam tão cremosos como em bola», conta Anderson.

Além do sabores personalizados, há ainda dois gelados alcoólicos, o de vinho do porto e o de licor Beirão, fondue de gelado, e ainda outra especialidade capaz de causar alguma desconfiança. Trata-se de um «gelado assado», uma espécie de tarte com base de waffle, recheada com gelado à escolha do cliente e coberta com marshmallows. «Vai ao forno para assar os marshmallows, mas o gelado não derrete», garante Anderson.

Nesta gelataria, onde se combina o «cremoso gelado italiano, a técnica tailandesa e produtos naturais», tudo vale a pena provar. E voltar para repetir.

 

Foto: Miguel Pereira/GI

Fonte: Evasões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *