Há um novo bar colorido no Porto que também é uma livraria

A mais recente Menina e Moça instalou-se nos jardins da Cordoaria.

Estávamos em 2017 quando chegou a Lisboa um conceito inovador de bar: um misto entre café, com várias bebidas e petiscos, e uma livraria, com milhares de obras para consultar e comprar. Dois anos depois, a Menina e Moça instalou-se no Porto.

“Sempre quis ter um café literário que fosse uma homenagem aos autores portugueses e que servisse tanto para os dar a conhecer a estrangeiros como ao público nacional”, explicou à NiT na altura Cristina Ovídio, a responsável pelos dois espaços Menina e Moça. “Não queria apenas uma livraria. Acho que os livros ficam sempre muito bem acompanhados por bebidas e petiscos.”

Uma das zonas com livros.

É nos jardins da Cordoaria, mais precisamente no número 44 do Campo Mártires da Pátria, que pode encontrar a livraria-bar. Foi inaugurada a 19 de outubro e apresenta clássicos, autores contemporâneos e nomes emergentes da literatura nacional e internacional. À entrada encontra logo os premiados “Pão de Açúcar”, de Afonso Reis Cabral (Prémio José Saramago 2019), e “A Angústia do Guarda-Redes Antes do Penalty”, de Peter Handke (Nobel da Literatura 2019).

O que também não faltam são estantes com livros de Fernando Pessoa, José Saramago, Valter Hugo Mãe e Jorge Luis Borges. Há ainda uma zona dedicada à poesia.

O balcão colorido.

Por outro lado, pode aproveitar a seleção de petiscos e bebidas pensados para qualquer hora do dia, desde cocktails a tostas e tábuas de queijo.

A decoração também foi planeada ao pormenor e em colaboração com a ilustradora Mariana Rio, que espalhou pelo teto e paredes da livraria episódios intemporais que fazem parte do imaginário de muitos leitores. Tal como acontece com o espaço de Lisboa, também esta livraria-bar se destaca pelos tons coloridos, sobretudo no balcão.

A Menina e Moça do Porto terá, ainda, um programa cultural, que está a ser definido. Contudo, deverá incluir jam sessions, leituras encenadas e quizzes.

A vista a partir do exterior
Fonte: Nit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *