Há mais uma loja meia.dúzia para conhecer no Porto

A terceira e maior loja da meia.dúzia abriu numa das mais emblemáticas lojas da cidade, na rua de Santa Catarina, para dar a conhecer sabores portugueses
em casamentos inesperados.

As bisnagas de metal – que fazem lembrar tubos de tinta – recheadas com compotas e cremes de chocolate da meia.dúzia têm mais uma casa na Baixa do Porto. A terceira loja da marca fundada pelos irmãos famalicenses Jorge e Andreia Ferreira, em 2012, abriu na Rua de Santa Catarina, e ocupa a antiga ourivesaria Reis, Filhos, fundada em 1880. Junta-se assim às moradas da Rua das Flores e da Travessa da Bainharia, esta última inaugurada no início deste ano.

O interior da nova loja meia.dúzia. (Fotografia: DR)

No novo espaço de Santa Catarina, há cerca de uma centena de referências de produtos por onde escolher, entre eles, os cremes de chocolate negro de São Tomé, e um recente de chocolate branco, com fruta, frutos secos ou vinho do Porto; chutneys de manga e pimento; duas pastas de azeitonaméis de diferentes regiões do país e ainda doces de fruta.

Há cerca de 30 variedades de doces, todos eles confecionados com fruta portuguesa. Às maçãs bravo-de-esmolfe ou aos diospiros, entre outros, juntam-se especiarias, ervas aromáticas, vinho do Porto, vinho da Madeira, brandy ou moscatel do Douro. Detes casamentos de sabores resultam produtos dos quais se destacam o doce de maçã bravo-de-esmolfe com hortelã e vinho do Porto, o doce de diospiro e laranja com noz e moscatel do Douro ou ainda o doce de amora com avelã e noz moscada.

As opções são muitas e para ajudar na hora de escolher, todos os sabores estão disponíveis para prova. Se a vontade for de levar vários produtos, pode-se sempre optar por “packs” personalizados ou pré-definidos de três e seis artigos.

Os doces de fruta vão bem com tábuas de queijos. (Fotografia: DR)

Às bisnagas de metal juntam-se ainda os frascos de licores artesanais, de sabores tão inesperados como bolota, noz e poejo, e os chás, que se encontram nas variedades preto, verde, rooibos e oolong. Apesar de terem já loja online, os irmãos ambicionam abrir, ainda este ano. mais um espaço meia.dúzia, desta vez em Lisboa. E, no futuro, noutras cidades portuguesas.

ARTE NOVA Esta belíssima loja é um dos raros exemplares da arquitetura comercial com referências Arte Nova do século XIX. É um projeto do arquiteto José Teixeira Lopes e as pinturas nos tetos são da autoria do seu irmão, António Teixeira Lopes.

 

Fotos: DR

Fonte: Evasões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *