Os 10 castelos dos Templários em Portugal

Os Templários, conhecidos como os monges guerreiros, foram criados com o intuito de proteger os peregrinos cristãos que se deslocavam à Terra Santa dos ataques dos mouros. Mas com passar do tempo, os Templários tornaram-se numa organização muito poderosa em toda a Europa. Aliás, seria esse mesmo poder que acabaria por ditar o seu fim quando o Rei francês Filipe IV, motivado pelo excesso de dívida que tinha com esta ordem religiosa, mandou assassinar todos os cavaleiros da Europa e confiscou os seus bens. No entanto, os Templários encontraram refúgio em Portugal, protegidos pelos Reis portugueses. No nosso país, ajudaram a expulsar os muçulmanos e protegeram o território, construindo para isso inúmeros castelos ao longo da fronteira com os mouros. Descubra os 10 castelos dos Templários em Portugal.

 

1. Castelo de Palmela

O Castelo de Palmela (Setúbal) foi construído pelos Muçulmanos e, entre o século X-XII, foi reconstruído. O castelo que os Muçulmanos construíram esteve ocupado pelas tropas de D. Afonso Henriques em 1147. Daí em diante, foi perdido e reconquistado sucessivamente até ser ocupado definitivamente no reinado de D. Sancho I, em 1205.

locais para visitar na Serra da Arrábida
Castelo de Palmela

Foi doado à Ordem de Santiago que se instalou lá definitivamente em 1210. A ponte do castelo fica o antigo convento que foi mandado construir em 1423 por D. João I e doado aos monges guerreiros da Ordem de Santiago. Actualmente, uma parte do edifício é um dos mais belos hotéis de Portugal, localizado num monumento histórico. Existem vestígios da presença dos Templários neste castelo.

 

2. Castelo de Almourol

 

Fonte: Vortexmag

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *