Lagos vai homenagear a memória do Infante D. Henrique

Com um vasto programa que decorre de 9 a 13 de novembro, o município de Lagos volta a prestar homenagem à memória do Infante Dom Henrique, na data em que se perfazem 558 anos sobre a morte do navegador português.

O programa das celebrações começas no dia 9 com o seminário ‘Alcácer-Quibir-margens e contramargens’ que conta com a participação de vários conferencistas que irão falar na travessia marítima e marcha dos soldados, destacar algumas das conjunturas mais relevantes da jornada de África e refletir sobre a escrita de veteranos e cativos, o testemunho dos vencidos.

O seminário decorre ao longo do dia no Auditório do edifício dos Paços do Concelho, com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa e o Centro de Humanidades, entre outras instituições.
No mesmo dia, nos antigos Paços do Concelho será inauguração a exposição ‘Da Cruz ao Crescente – O Resgate dos Cativos’, que aborda o cativeiro como uma realidade comum às sociedades cristãs e muçulmanas.

É organizada pelo Departamento de Património Cultural da Direção Municipal de Cultura do Pelouro da Cultura da Câmara Municipal de Lisboa e pela DECCAS-UTCCT-Serviço de Património Histórico e Museológico da Câmara Municipal de Lagos.

Para os dias 10 e 11 estão previstas duas visitas comentadas pelo centro histórico. No dia 13, ocasião em que se assinala o falecimento do Infante decorre, pelas 17h30, a deposição de coroa de flores no Monumento ao Infante D. Henrique, seguida de uma missa em Honra do Infante, na Igreja de Santa.

 

Fonte: Mundo Português

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *