Facebook lança guia exclusivo e gratuito de Lisboa, descrito pelos lisboetas

Em versão online e impressa, pode conhecer “Lisboa Tradicional” e “Lisboa Trendy” através das sugestões das comunidades. É um projeto inovador em Portugal.

 

Qual é a sua Lisboa? A mais “tradicional”, a mais “trendy” ou uma mistura de ambas? Lisboa é precisamente isso: uma mistura de antigo e de novo, de história com modernismo, cultura e inovação. E é, certamente, cada vez mais uma cidade nos olhos do mundo — a cidade da moda.

Tão na moda que o próprio Facebook decidiu lançar em Lisboa um projeto inovador. Na verdade, é um raro momento em que a rede faz algo exclusivo para Portugal: o “Guia das Comunidades do Facebook em Lisboa”.

Apresentado esta quarta-feira, 21 de novembro, o novo guia, em formato impresso (gratuito) e online, está dividido entre estas ‘duas Lisboas’: a tradicional e a trendy, mostrando a cidade vista pelos olhos das próprias comunidades de Facebook, que escolheram o que pode percorrer.

De forma muito simples, a rede selecionou 25 das comunidades mais relevantes sobre Lisboa que enchem as suas páginas, e pediu-lhes para fazerem, e mostrarem, aquilo que mais amam na capital, seguindo a temática das páginas.

Na primeira parte, “Lisboa Tradicional”, pode conhecer os Bairros Antigos, a Gastronomia Típica, a Cultura de um povo, a Arte Pública e a História Viva.

No lado “Trendy” da cidade, o guia mostra-lhe os Bairros Modernos, a Gastronomia Cosmopolita, a Cultura dos nossos tempos, a Vida Saudável e a Criatividade.

Segundo o Facebook, vai encontrar “histórias de pessoas reais, com paixão pelo bairro que vivem, pela arte, desporto, gastronomia, inovação”, divididas entre o passado e presente, e sobretudo, em comunidade, “apaixonadas por Lisboa”.

Como Helena Aguiar, de uma das 25 comunidades presentes no guia, e que gere a página ‘Conta-me Histórias, Lisboa’. Reformada, com 60 anos Helena decidiu cumprir o sonho de estudar na Faculdade de Belas Artes. Agora, aproveita o seu tempo livre para investigar pormenores desconhecidos da cidade e organizar roteiros, difundindo os achados, lendas e histórias nesta página de Facebook.

Outro exemplo é o empreendedor André Rodrigues Lopes, que no grupo “Startup Portugal” discute o ecossistema de coworks e startups e todo o momento criativo da cidade. E ainda Jean Bernard Dos Santos, líder da página “Mais Fado“, a maior comunidade dedicada ao género, um luso-descendente que mora em Paris e, de forma a combater a saudade, fundou esta comunidade sobre o género musical mais português, com passagem obrigatória pelas casas de fado em Lisboa.

Há mais uma comunidade presente no guia que merece destaque: a de João Guerreiro, que gere a página ‘Pela Reactivação do Eléctrico 24’. Com a ajuda de membros desta e de outras comunidades, João ajudou a sensibilizar os lisboetas para a importância do regresso desta carreira.

Todas estas pessoas, destas comunidades, mostram a sua Lisboa no novo guia. O livro e edição online, ambos gratuitos, deverão estar disponíveis em breve.

 

Fonte: Nit

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *