fbpx

Dino D’Santiago e Moonspell na edição dos 20 anos do festival Arcos de Valdevez

Na edição comemorativa do 20º aniversário do festival Arcos de Valdevez atuarão também PAUS, Tarantula ou Club Makumba, de Tó Trips e João Doce

Moonspell, Dino D’Santiago (na foto), PAUS, Club Makumba e Tarantula são alguns dos artistas confirmados para a edição que celebra 20 anos de festival Sons de Vez, em Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo, foi hoje divulgado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a organização do festival, dedicado à música portuguesa, adiantou que os Moonspell, que celebram 30 anos, vão abrir o festival, no dia 5 de fevereiro no âmbito da “The Greater Tour”, e os PAUS fecham o Sons de Vez com a apresentação do seu mais recente disco, “Yess”.

Depois de duas edições afetadas pela pandemia de covid-19 (em 2020 totalmente cancelada e, em 2021, com parte dos espetáculos), a organização espera realizar, em 2022, uma “edição comemorativa e verdadeiramente histórica” com 12 projetos musicais. “A esperança de concretização do evento para esta edição 2022, celebrativa da marca de 20 anos do festival, assume um particular entusiasmo para a organização e para todos os projetos musicais envolvidos”, afirmou o diretor do festival, Nuno Soares, citado na nota.

Os espetáculos vão decorrer todos os sábados entre 05 de fevereiro e 26 de março, no palco da Casa das Artes em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo.

A programação do festival, promovido pela câmara local, inclui, no dia 12 de fevereiro, as atuações dos The Twist Connection e dos Club Makumba. No dia 19 de fevereiro, Dino D’Santiago sobe ao palco da Casa das Artes para apresentar o seu último álbum, “Badiu”. Kiko & The Blues Refugees, acompanhados por BJ Cole, e Rui Fernandes 4TT, completam a dupla atuação programada para 26 de fevereiro. Em março, no dia 05, o músico Noble “propõe uma viagem ao seu novo disco, trazendo a palco Gabriela, uma cantora, autora e multi-instrumentalista portuense que acaba de lançar o ‘single’ ‘Seguir sem ti’”. Na mesma noite, é marcado o regresso da formação original dos Fingertips, para comemorar 15 anos do lançamento do primeiro álbum de originais da banda, “All Bout Smoke ‘N Mirrors”.

O dia 12 de março “é dedicado ao indie rock nacional, com Plástica a relembrar os grandes clássicos do rock psicadélico e apresentar temas inéditos do repertório e ainda com The Happy Mess, um dos projetos mais acarinhados da indie pop em Portugal que editou o ano passado, e pela primeira vez, um disco inteiramente em língua portuguesa com uma série de convidados especiais”. A 19 de março atuam os Tarantula, com os arcuenses Nó Cego que quebram um interregno de 10 anos sem tocar.

O programa inclui ainda uma exposição fotográfica com a compilação dos momentos de referência dos 20 anos do festival e, em parceria com o cineclube de Arcos de Valdevez, serão exibidos quatro documentários nacionais sobre música e músicos portugueses. Os bilhetes para a vigésima edição do festival Sons de Vez ficam disponíveis para compra na semana que antecede cada espetáculo. Os preços variam entre seis e 15 euros.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Blitz

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *